Cadastro do Bolsa Família 2019 — Como se Cadastrar, Requisitos

Muitas pessoas se perguntam como funciona o cadastro do bolsa família 2019. Apesar de ser um programa amplamente divulgado pelo governo, muitos pontos ainda não estão claros.

É fundamental saber como funciona este benefício, quais são os requisitos e qual o valor pago pelo governo para as famílias carentes. Portanto, continue a leitura do texto a seguir e não deixe nenhuma informação importante passar despercebida!

Cadastro do Bolsa Família 2019

O cadastro bolsa família pode ser feito de forma simples em poucos passos. Por se tratar de um programa governamental, todas as etapas são junto à órgãos de caráter público, como a prefeitura e a caixa econômica federal. E no acompanhando as abaixo você entenderá como fazer o procedimento corretamente.

O primeiro passo para fazer o cadastro é separar todos os documentos dos membros da família. Não é necessário que todos os membros compareçam ao local do cadastramento, que é a prefeitura da cidade, basta apenas que o chefe do grupo familiar leve todos os documentos de identificação e apresente ao funcionário da repartição responsável pelos programas sociais.

Cadastro do Bolsa Família 2019

O primeiro cadastro realizado não é diretamente para o bolsa família 2019, mas sim para o CadÚnico. O cadastro bolsa família é realizado posteriormente, de forma automática pelo sistema. Isso significa que nem todo mundo que cadastra consegue o bolsa família. É preciso aguardar por uma resposta.

Lembrando que este cadastramento é prioritário para famílias que estejam em situação de extrema pobreza. Por isso é fundamental só pleitear o benefício se houver real necessidade.

Após a realização do cadastro bolsa família, caso você seja selecionado, o governo irá mandar uma carta informando sobre o benefício. Também é possível acompanhar o andamento da solicitação ligando nos canais de atendimento gratuitos da Caixa Econômica Federal.

Quem pode se cadastrar no Bolsa Família 2019

O critério para determinar quem tem direito ao bolsa família é econômico. De acordo com dados divulgados pela Caixa Econômica Federal, são dois os grupos de famílias que podem pleitear o benefício:


01. Famílias com renda per capita inferior a R$85,00 (consideradas famílias em extrema pobreza);


02. Famílias com renda per capita entre R$85 e R$170 (consideradas famílias em situação de extrema pobreza.


Nos dois casos é preciso que o grupo familiar conte com membros menores, de idade entre zero e dezessete anos, grávidas ou nutrizes (mulheres que estão amamentando). Só assim para que o cadastro bolsa família seja possível.

Mesmo sendo um direito, não é possível conseguir o benefício de forma imediata. A família deve se cadastrar e esperar pela avaliação dos seus dados pelo governo.

Quando o governo analisa os cadastros ele leva em conta não apenas o número de famílias inscritas, mas também o orçamento. Isso porque o cadastro do Bolsa Família está atrelado aos recursos da União. O valor pago aos beneficiários sai dos cofres públicos. É dinheiro de impostos cobrados da população em geral.

Valor do Bolsa Família 2019

Cadastro do Bolsa Família 2019

O valor do bolsa família varia de acordo com o número de pessoas que forma o grupo familiar e das condições econômicas dessa família. Basicamente, existem dois grupos de benefícios concedidos pelo programa.

São eles:


Benefício básico: Para famílias de baixa renda que estejam em situação de baixa renda, com grande dificuldade financeira. O valor é fixo e independe do número de membros do grupo familiar.


Benefício variável: É um benefício menor, que varia de acordo com cada família que se encontra em situação de extrema pobreza.


O cadastro bolsa família 2019 é indispensável para que o grupo familiar possa receber os valores. Eles variam de acordo com a faixa etária das crianças que pertencem ao grupo familiar.

Confira:

01. R$38,00 para cada criança cadastrada em um mesmo grupo familiar, sendo que é possível cadastrar no máximo cinco por família. São considerados crianças os filhos com idade entre zero e 15 anos.

02. R$45,00 para cada adolescente que esteja cadastrado no programa, respeitando o limite máximo de dois adolescentes por família. Lembrando que adolescentes são aqueles com idade entre 16 e 17.

03. R$85,00 para grupos familiares que se encontrem em estado de extrema pobreza.

Como o valor varia em razão da faixa etária dos filhos e dependentes da família, o montante final também pode variar de família para família. É óbvio que uma com mais filhos precisa receber um valor superior, para dar conta de manter a qualidade de vida, com o mínimo necessário para a sobrevivência.

Para receber esses valores o primeiro passo é realizar o cadastro do bolsa família, que pode ser feito na prefeitura da sua cidade. Basta procurar pelo setor de benefícios sociais, levando os documentos pessoais de identidade de cada um dos membros do seu grupo familiar.


Como você pode perceber, o cadastro do bolsa família 2019 é o primeiro passo para que a sua família possa começar a receber o benefício. Se ainda tem alguma dúvida, procure a prefeitura da sua cidade, no setor de benefícios sociais, para ter esclarecimentos e realizar o seu cadastro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *